Mofo e bolor: qual a diferença e como evitar esses incômodos?


Talvez você já tenha passado por isso: manchas meio acinzentadas ou de cor bem escura aparecendo na sua parede sem motivo aparente. Cuidado, pode ser bolor ou mofo. Acabamos sempre ficando com dúvidas: O que é isso? Como apareceu? Como fazer para que isso desapareça? É bolor ou mofo? As repostas para essas questões são mais simples do que parece. Os dois são causados por fungos, mas diferente do que a maioria das pessoas pensam, mofo e o bolor não são a mesma coisa. 

Bolor

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Ele é um tipo de fungo que pode crescer em alimentos e paredes, e é caracterizado por manchas que se espalham rapidamente. O bolor deixa os objetos com uma camada em tonalidade acinzentada e pode ser facilmente removido com pano úmido.

Mofo

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Já o mofo se desenvolve por microcorpos suspensos no ar. Ele corrói a superfície afetada e deixa alguns pontinhos pretos, principalmente em objetos fibrosos e tecidos. Normalmente, cresce em ambientes quentes e úmidos, sem muita circulação de ar. Essa é a razão que faz com que o mofo apareça frequentemente em banheiros.

Nas roupas

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

No caso de roupas, é muito comum que apareça mofo por elas ficarem guardadas por muito tempo sem ventilação. Recomenda-se retirar as peças do armário de tempos em tempos e colocá-las no sol por uns minutos. Depois disso, deixe-as em um lugar bem ventilado, durante pelo menos uma hora, para que esfriem antes de ir para o armário.

Para prevenir o aparecimento, uma boa opção também é deixar portas e gavetas de guarda-roupas abertas para manter uma boa ventilação.

Em paredes

Em geral, tanto o bolor quanto o mofo crescem devido às condições do ambiente, mas também podem ser resultado de vazamentos do encanamento no interior ou no exterior da casa. Poucas pessoas sabem, mas a tubulação de ar condicionado pode gerar excesso de umidade no interior das paredes quando não é bem isolada e ocasionar o aparecimento desses fungos. O vapor de banhos quentes ou fervuras na cozinha ajudam no acúmulo de umidade nas áreas mais frias tornando o ambiente mais propicio ao bolor e o mofo.

Como evitar

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Para evitar o surgimento desses “visitantes” indesejados, há algumas medidas bem simples e muito eficazes. Sol e ventilação são aliados importantes contra esses fungos. Mantenha banheiros, cozinhas e outros ambientes úmidos bem ventilados e secos.

Conserte possíveis vazamentos nos encanamentos. Uma boa dica é evitar que os móveis fiquem encostados na parede. Mantenha uma distância de cerca de 5 centímetros. Isso vai ajudar muito na circulação do ar. Se os seus armários forem embutidos, você pode colocar placas de isopor entre o móvel e a parede, antes de instalá-los.

O que fazer se eles aparecerem?

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Caso você note que alguns ambientes da sua casa já apresentam esses fungos, misture água sanitária e água e passe nos locais da parede que estão manchados. Limpando com um pano úmido ou com uma escova de cerdas duras, você consegue tirá-los.

Se for superficial você também pode cobrir o local com pintura antimofo ou impermeabilizantes. Agora, se houver infiltração aí o procedimento é um pouco mais complicado. Nesse caso, recomenda-se chamar um profissional para que ele aplique produtos mais fortes para o isolamento da área afetada.

Esse post foi uma colaboração do Rogério Fonseca da Tibério Construtora, a melhor construtora de São Paulo.

Deixe seu comentário

comentários

Mofo e bolor: qual a diferença e como evitar esses incômodos?
Avalie este post

Previous Favorita é destaque no CSS Winners
Next Na rua, na chuva, na fazenda, ou numa casinha de ... Container !

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *